15/01/2020 15h28 - Atualizado em 15/01/2020 15h53

Reunião discute normativas técnicas sobre a qualidade do leite


Reunião discute normativas técnicas sobre a qualidade do leite

O prefeito em exercício Marcos Villani participou nessa terça-feira(14) de uma reunião técnica que debateu os efeitos da estiagem na atividade leiteira na região de Pejuçara e o cumprimento das instruções normativas 76 e 77 do Ministério da Agricultura que versam sobre a qualidade do Leite. O evento promovido pela Emater em parceria com o Sindicato Rural e apoio da prefeitura de Pejuçara e CCGL foi realizado em dependências do Sindicato Rural de Pejuçara reunindo cerca de 30 produtores de leite, além dos palestrantes e autoridades convidadas para o encontro.

Marcos Villani falou na abertura do evento técnico lembrando a importância do debate, tendo em vista a necessidade de cumprimento das normas que garantem a produção e entrega qualitativas do leite. Durante o conclave técnico o Assistente Técnico Regional, médico veterinário Oldemar Weiller, falou sobre os fatores que interferem na qualidade do leite e técnicos da CCGL de Cruz Alta abordaram aos produtores de leite presentes o tema Empresas de Laticínios X Normativas 76 e 77.

Reunião discute normativas técnicas sobre a qualidade do leite

A reunião foi motivada pela fixação de novas regras para a produção leiteira no País em novembro de 2018 pelo  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento(Mapa) especificando os padrões de identidade e qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A. As mudanças foram publicadas na edição do dia 30 de novembro de 2018, no Diário Oficial da União nas Instruções Normativas(INs) 76 e 77. Estas instruções, 180 dias após a publicação no DOU entraram em vigor em maio de 2019.

A IN 76 trata das características e da qualidade do produto na indústria. Na IN 77, são definidos critérios para obtenção de leite de qualidade e seguro ao consumidor e que englobam desde a organização da propriedade, suas instalações e equipamentos, até a formação e capacitação dos responsáveis pelas tarefas cotidianas, o controle sistemático de mastites, da brucelose e da tuberculose.

Com o novo regramento, os produtores poderão intensificar o controle na obtenção de leite, aplicando ferramentas de gestão de qualidade nas propriedades, incluindo manejo sanitário, refrigeração e estocagem, qualidade da água, uso racional de medicamentos veterinários, adoção de boas práticas de bem-estar animal.

Reunião discute normativas técnicas sobre a qualidade do leite

Foto ilustrativa

Edição: Antonio Brito

Assessoria de Comunicação

Foto e texto adaptado https://revistadeagronegocios.com.br/leite-instrucoes-normativas-no-76-e-77-entram-em-vigor-em-maio/



Enviar por e-mail Imprimir